Mariana

A Rua Direita de Mariana

Rua Direita de Mariana
A Rua Direita em Mariana é uma das mais tradicionais em Minas Gerais

Imagens: Marcelo Cândido

Em 1753, a rua mais conhecida de Mariana (MG) por seus casarões e centralidade começou a ser construída sobre o chão de pedras tipo “pé-de-moleque”. Trata-se da Rua Direita de Mariana, rua cuja a história se confunde com a história da criação dos sobrados que a atravessam.

São construções que ainda guardam o modelo colonial de arquitetura, com janelas grandes, sacadas gradeadas e paredes altas.




A sensação de andar nessa rua é de que a memória, no caso das cidades históricas, é dinâmica. Na parte de baixo dos sobrados estão lojas de todos os tipos. Você encontra lojas de artesanato, papelarias e boutiques de moda enquanto, na parte de cima, casas centenárias conservam as cores e as molduras do que um dia foi parte da colônia.

Sua localização privilegiada faz com que a maior parte dos eventos culturais passem por ela. É comum ver shows e barraquinhas ocupando a rua direita de Mariana em datas comemorativas. A sensação é a de que você imerge no modo de vida mineiro estando ali entre tantos símbolos históricos num momento de festividade.

O que visitar na Rua Direita, de Mariana

rua direita de mariana praca da se
Ao final da Rua Direita, você se encontra com a Praça da Sé

Como o nome dessa rua só existe porque ela está à direita da Igreja da Sé, o melhor lugar para começar é pela igreja.

Recentemente reformada e restaurada, o lugar está impecável e aberto à visitação. Quem passa pela sua entrada não consegue deixar de notar seu enorme portal. As portas duplas foram tratadas e o seu brilho retornou, mas isso é apenas o primeiro de seus detalhes.

Dentro dela estão adornos bem conservados que remontam a exuberância das construções católicas do período colonial. Um verdadeiro tesouro da memória de Minas Gerais e que, ainda por cima, sedia concertos e missas como um fiel  simulacro do passado.



As cidades histórias são assim, uma ponte para o passado na forma de locais cujo chão você passa a entender melhor. Ele está ali muito antes de você. Foi pisado por diversas pessoas até chegar a sua vez nele.

Esse é o caso da casa do “Barão de Pontal” ao lado da igreja. Uma construção que ainda guarda as sacadas em pedra sabão da época de Manoel Inácio de Melo e Sousa, deputado da província no século XIX.

Há também a casa do poeta Alphonsus Guimarães. Ali você adentra na intimidade do poeta simbolista marianense. Uma experiência sem igual que reúne um mobiliário antiquíssimo e a vida artística nascente no Brasil.

Neste conjunto arquitetônico você estará em contato com muitas referências à história e ao cotidiano da cidade. A rua direita de Mariana faz parte de qualquer roteiro de quem ama cidades históricas de Minas Gerais.

E aproveite para conferir a nossa galeria de imagens sobre a Rua Direita, de Marcelo Candido.

Basta clicar:

Gostou?

Então não deixe de compartilhar este conteúdo com quem você sabe que vai gostar. E, deixando seu contato, você entra para nossa LISTA VIP. Dessa forma você receberá nossos conteúdos mais quentes diretamente em seu e-mail.

Até mais!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *