Conheça o patrimônio imaterial da região Centro-Oeste

imagem: Boneca Karajá

Qual a importância do patrimônio imaterial de uma região? O que o abrange e como conhecê-lo?

Essas questões são fundamentais para entender aspectos culturais, históricos, políticos e sociais de um povo e uma região.

E neste post você vai conhecer sobre o patrimônio imaterial da região Centro-Oeste do país e aprender mais sobre a relevância desse pedação de Brasil, que ainda tem muito a ser mostrado. Confira!

A região Centro-Oeste e seu patrimônio imaterial

As heranças imateriais da região Centro-Oeste incluem importantes elementos. Entre estes: as ‘Ritxòkò’: bonecas Karajá, que são expressões artísticas e da cosmologia do povo Karajá. Feitas de cerâmica, elas são consideradas representações culturais com significados profundos para a transmissão da cultura de seu povo;

Os Saberes e Práticas Associados ao modo de fazer Bonecas Karajá: os saberes e práticas são conhecimentos típicos do povo Karajá e uma importante referência cultural e econômica do povo, como, muitas vezes, a única ou a mais importante fonte de renda das famílias. Envolve técnicas e modos de fazer considerados tradicionais e transmitidos de geração em geração;

A Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis, celebração há séculos enraizada no cotidiano da população, ocorre durante 60 dias, com maior expressão no domingo de Pentecostes.

Há ainda outros inventários sobre o patrimônio imaterial e material da região que marcam outros elementos de importância para história, cultura e identidade da região Centro-Oeste.

imagem: Boneca Karajá
Bonecas Karajá são patrimônio imaterial da região Centro-Oeste

Fotógrafo: Dornicke • Licença: CC-BY-SA-4.0

O que é patrimônio imaterial?

Refere-se ao patrimônio imaterial ou intangível, que se pode dimensionar com a percepção do entendimento, da razão e da emoção, pelas práticas de uma comunidade, pela característica de um cenário, pelos hábitos, enfim, pela expressão de vida e tradições, que são passadas por gerações e chegam até hoje.

Pela ancestralidade e pela relevância histórica, são protegidas, inventariadas e tombadas, para que não se percam com as mudanças promovidas pelo tempo e pelas gerações vindouras.

Patrimônio imaterial e a legislação brasileira

A Constituição Federal de 1988, instituiu em seu artigo 216, que o patrimônio cultural brasileiro inclui os bens de natureza material e imaterial, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira.

Entre estes, as formas de expressão, modos de criar, fazer e viver, criações científicas, artísticas e tecnológicas, bem como obras e espaços, e ainda conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, entre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *